Pós Jogo: Cleveland Cavaliers 95 x 114 New York Knicks

94562a84a200f8d4

O Cleveland Cavaliers chegou à terceira derrota seguida, em menos de uma semana, com todos os deméritos possíveis. A equipe não liderou em momento algum a partida contra o New York Knicks, não apresentando nada de bom que mereça ser mencionado. Na verdade, é até difícil aceitar que o time jogou de verdade. O que se viu realmente hoje foi uma equipe que parece já estar classificada, ou eliminada, apenas cumprindo tabela. Não se tem nem necessidade de análises táticas para descrever o jogo de hoje, pois para tal faz-se necessário que o time tenha jogado algo, mas a apatia e postura do Cleveland não abre margens para se falar de problemas em rotação e plano de jogo.

O Cavs iniciou o jogo com D-Rose, que era dúvida, no lugar do provável Iman Shumpert, que acabou não jogando por ter sentido dores no joelho. O início da partida foi um dos poucos momentos do jogo em que o Cleveland pareceu estar acordado do sono profundo que a equipe tem estado nesse começo de temporada, atacando com vontade, ainda que a defesa seguisse fraca. Infelizmente essa vontade não durou nem até a metade do quarto. A defesa nos primeiros 12 minutos foi tão frágil que o Knicks nem chegou a ir para linha de FT. No segundo quarto, com um esforço mínimo, Cleveland chegou a empatar a partida, mas a defesa pífia do perímetro segue sendo um calvário para o time. Jogar contra o Cavs tem se mostrado um ótimo treino de arremesso de três pontos para as demais equipes. A vantagem do Knicks que era de 10 pontos ao fim do primeiro quarto foi para o intervalo em 8 pontos: 54×62. O terceiro quarto trouxeram os talvez 12 minutos mais patéticos da história recente do Cleveland. Um time apático, preguiçoso, displicente e até mesmo pouco profissional. A equipe se comportou de forma vergonhosa em quadra deixando o Knicks beirar os 20 pontos de vantagem. A vantagem conquistada teve que apenas ser administrada no último quarto para confirmar a segunda vitória da franquia de New York. Placar final: 95×114

A derrota de hoje é inaceitável. E isso nem é por ser contra o Knicks em plena Quicken Loans Arena, mas sim por se tratar de uma derrota que não foi imposta ao Cleveland, foi abraçada e aceita pelo time todo, ninguém estava querendo vencer, ninguém queria nem tentar. Ver o Cleveland jogar hoje foi uma briga contra o sono inicialmente, e algo irritante e embaraçoso no final.  Torcer para um time limitado tecnicamente pode se provar frustrante. Entretanto, torcer para um time com grande potencial e capacidade de vencer jogos, mas que joga burocraticamente, preguiçosamente, para cumprir tabela é além de frustrante, decepcionante, com contornos de desilusão.

Após derrota contra o Pelicans, quando perguntado sobre a série de derrotas LeBron disse que ele e o time estavam tranquilos. Talvez seja a hora de não estar mais tranquilo e acomodado com o basquete, ou a ausência dele, que a equipe vem apresentando. Não importa se estamos apenas no início de temporada, os torcedores que escrevem nesse espaço querem discutir e criticar opções técnicas, entrosamento do time, escolhas de rotações e não falar sobre vontade de jogar, profissionalismo e apatia. O Cleveland hoje foi embaraçoso, para não falar coisa pior.

Destaques da partida:

CLE

LeBron: 16 pontos, 7 Assistências, 10 Rebotes

Love: 22 pontos, 12 Rebotes

NEW

T. Hardaway Jr. : 34 pontos, 8 Assistências, 4 Rebotes

Kristaps Porzingis: 32 pontos, 12 rebotes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *