PÓS JOGO: CLEVELAND CAVALIERS 130 X WASHINGTON WIZARDS 122

171103-clewas-6Em noite de marcas históricas ,LeBron anota 57 pontos, garante vitória dos Cavs e afasta falatório sobre últimas derrotas.

  • Ao adentrar na Capital One Arena,em Washington, LeBron James precisava de apenas 8 pontos para ser o mais jovem jogador a alcançar os 29,000 pontos, uma seleta lista na história da NBA. O recente retrospecto do Cleveland Cavaliers, porém, demandava mais,muito mais.E foi exatamente o que o ala entregou.

Enfrentando um dos favoritos a participar das finais de conferência do leste nesta temporada, os Cavaliers imprimiram um ritmo ofensivo forte já no primeiro quarto ao anotar 42 pontos. A defesa, novamente com falhas, mostrou evolução quanto a intensidade e limitou a pontuação do armador John Wall, que ainda foi capaz de distribuir assistências e manter o Wizards na cola com 36 pontos.

No segundo quarto, os ataques avassaladores não se repetiram e o aproveitamento de quadra caiu. Com Wall,Beal,James e Love no banco na maior parte do tempo, a franquia de Cleveland viu o veterano Wade liderar a segunda unidade. O primeiro tempo chegou ao fim com LeBron e o armador titular Derrick Rose liderando a equipe em pontos(24 e 18), em uma parcial de 74-66.

Na volta do intervalo, o que se viu foi um jogo com grandes oscilações das equipes, sofrendo pontos seguidos em alguns momentos. O capitão dos Cavs focou nas jogadas dentro do garrafão, como seus fade away e jogadas de isolação e foi determinante para que sua equipe mantivesse sua liderança para o começo do quarto decisivo.

Foi nos 12 minutos finais que a franquia da capital ensaiou por diversas vezes uma reação, mantendo se sempre a uma distância de 8 ou 11 pontos. Todas as tentativas, porém, foram silenciadas pelo camisa 23 que levou Cleveland a uma vitória motivadora de 130-122 na qual os altos aproveitamento dos lances livres(93%), dos arremesso de quadra(56%) e até das bolas de três, o calvário do time ultimamente(45%), se destacaram. Outro fator que colaborou na vitória foi o bom desempenho defensivo do ala Jae Crowder, que também foi bem no outro lado da quadra com 17 pontos. Seus minutos no quinteto titular se devem a lesão de Tristan Thompson, o que também causou uma maior presença do pivô Ante Zizic em quadra, que anotou 2 pontos em seis minutos.

Com uma performance exuberante de 57 pontos(recorde da temporada), 11 rebotes e 7 assistências, LeBron alcançou outras marcas históricas: Igualou o recorde da franquia, estabelecido por Kyrie Irving, assim como se aproximou de seu recorde pessoal, de 61 pontos. James pulou dois lugares na lista de maiores arremessadores de quadra (Garnett e Havlicek), se tornou o 18º maior ladrão de bola da história e se aproxima de Michael Jordan no número de partidas seguidas com pelo menos 10 pontos: São 800 agora, enquanto o ídolo do Chicago Bulls atingiu 866, recorde que pode ser atingido ainda nesta temporada.

O brilhantismo de James garantiu  a vitória, mas não pode esconder o fato de que a equipe ainda apresenta deficiências defensivas e parece condicionar seu nível frente ao adversário, estratégia que frequentemente leva a derrotas. Ajustes são necessários e todos em Cleveland sabem disso, mas é hora de apenas aproveitar o privilégio que é assistir LeBron James em uma quadra de basquete.

DESTAQUES DA PARTIDA

CLE

LeBron James: 57 pontos, 7 assistências, 11 rebotes

Jae Crowder: 17 pontos, 7 rebotes

Kevin Love: 11 pontos, 8 rebotes

Derrick Rose: 20 pontos

WAS

Bradley Beal: 36 pontos, 4 assistências, 4 rebotes

Jhon Wall: 13 pontos, 15 assistências, 6 rebotes

Fotos da partida


 Próximo confronto : vs Atlanta( 05/11,18:00)

LIBERDADE, IGUALDADE (E FRATERNIDADE?)

Noite trágica. Mais uma vez a humanidade assistiu perplexa os sinais da baixeza do homem. Este é um site de entretenimento, pra falar de lazer. Porém deixo aqui minha indignação. Quando um grupo se determina para matar inocentes, seja torcida, seja “religião”, esse grupo perde todo meu respeito. Perdoem o desabafo.

Em um dia triste, pelos acontecimentos em Paris, Cleveland voltou a vencer na temporada, em jogo muito ruim e com virada apenas no período final.

Equipe até começou bem, com James dando as cartas e JR Smith acertando as boas de longa distância. Por outro lado, Carmelo Anthony (14 pts) também se destacava e carregava o time da casa. O jogo começou como se esperava do clássico, até que o inicio das rotações fez o nível cair um pouco de qualidade. Cleveland comendou as ações e venceu por 29-23.

O segundo quarto foi horrível para os Cavs. O time teve muitas dificuldades para pontuar e insistiu nas bolas de 3-pts que não eram convertidas. Mesmo assim, o time insistiu para um ridículo 1-10 nos 3PTFG no 2Q. O resultado foram apenas 17 pontos no período. Pelos Knicks, Anthony teve ajuda de Afflalo, que teve muita liberdade no 2Q, anotando 8 pontos e fazendo os Knicks irem para o intervalo com o momento do jogo todo a seu favor. 53-46 para o time de Nova Iorque, com direito a 22 pontos de Anthony, destaque do jogo.

Após o descanso do intervalo, esperava-se que Cleveland retomasse a energia do início do jogo, mas ao invés disso, o time continuou letárgico e vimos um período de muita igualdade, com os dois times jogando abaixo do esperado para o que se esperava do espetáculo. Apesar dos Knicks comandarem o jogo naquele momento, a partida ainda estava ao alcance dos Cavs. 66-72, com o detalhe de Anthony não ter pontuado no 3Q.

O último quarto tem sido especial para os Cavs em toda temporada. Time tem jogado muito bem e dessa vez não foi diferente. A energia voltou ao time, que defendeu excepcionalmente bem e viu, mais uma vez Lebron James carregar o time para uma vitória. Cleveland limitou os Knicks a 12 pontos apenas no 4Q. Mesmo número de pontos que Lebron teve no período. Dessa forma, faltando apenas 2 minutos para o fim, Cleveland empatou o jogo em 82. E com mais uma cesta de James e lances livres de Mo Williams o time garantiu o placar: 90-84.

  • Cleveland errou 13 lances livres no jogo. 18 acertos em 31 tentativas é muito pouco para um time da NBA. 58.1%. O time é hoje o sexto pior da liga no quesito.
  • Lebron James sofreu para conter Carmelo Anthony na primeira metade da partida, depois tomou conta do jogo, na defesa e no ataque. 31 pontos e 6 assistências para o astro.
  • Cleveland virou o jogo no 4Q, mas só James (12), Mo (9) e Mozgov (3) pontuaram no último período.
  • Cleveland deu apenas 12 assistências no jogo. Não houve muita fraternidade na hora de mover a bola no ataque. Cleveland tem média de 24.3 assistências na temporada, sendo o quarto melhor da liga até agora, mas teve um jogo no  velho estio do isolation. Mal sinal.
  • Por falar em mal sinal, Kevin Love teve noite apagadíssima. 7 pontos, 11 rebotes, com 2 acertos em 10 arremessos tentados.

Cleveland volta às quadras neste sábado contra o interessante time dos Bucks, em mais um jogo na estrada.

Abraços.

INCONSISTÊNCIA E VITÓRIA NO SUFOCO

Cleveland vence sua sétima partida consecutiva, ao superar o Utah Jazz na Q-Arena, por 118 x 114.

O jogo marcou o retorno de JR Smith ao time. Smith entrou como titular e não mostrou sinais de dores no joelho. Com retorno de Smith, Blatt pode usar Richard Jefferson para descansar Lebron, em sua função típica.

O time foi bem no início da partida, com muita pontaria nos arremessos e movimentando bem a bola. Destaque para Mo Williams, que depois de começar 1-7 na partida anterior, acertou todos os seus arremessos na primeira metade do jogo (6-6 para o armador, sendo 3-3 na linha dos três pontos). Cleveland porém cedeu 7 rebotes ofensivos no 1Q, permitindo ao adversário uma segunda oportunidade nos arremessos que ajudou o Jazz a se manter na partida. A vinda dos reservas fez com que o time de Cleveland abrisse vantagem. Dellavedova, varejão, Jefferson e Thompson defenderam bem e fizeram o time abrir sua maior vantagem, 38-26. Logo em seguida o time começou a cometer turnovers e logo o time titular perdeu toda a vantagem. Foram 11 turnovers na primeira metade do jogo. De qualquer forma, fomos ao intervalo vencendo por 52-48.

A segunda metade da partida começou com um Cavs mantendo a pegada, mas com Lebron James mais participativo. Mo Williams seguia acertando seus arremessos. Quando Blatt colocou Dellavedova no lugar de JR, o time abriu 10 pontos (72-62). Porém mais uma vez o time abaixou a guarda, perdeu o ritmo e deixou o Jazz voltar bem no jogo. Dessa vez, na entrada dos reservas no 3Q, o time não foi bem. Varejão não entrou na partida aqui. O time de Utah levou o jogo para o período final, com tudo empatado em 80.

O período final foi uma montanha russa. Inclusive no que diz respeito à emoção. O adversário chegou a abrir 88-83 em apenas 2 minutos. Blatt retornou logo James e Love para quadra. O time ainda assim viu o placar ficar desfavorável em 91-83, faltando 9 minutos de partida. Foi quando Lebron colocou a bola embaixo do braço e (lembrando o Paulo Antunes da ESPN) disse: CHEGA! Lebron, que até o momento tinha 14  pontos no jogo, entrou no jogo, roubou bolas, partiu pra cima e deu um show. Em 5 minutos, o time fez uma run de 21-7, e chegou a 104-98 no placar, levando a Q-Arena ao delírio. Mas o jogo ainda não estava decidido. Há 1 minuto do final, Jazz fez a liderança cair para 2 pts apenas. James foi para o próximo ataque para definir lindamente. Em seguida, Favors fez o favor (!!!) de desperdiçar dois lances livres a 33s do fim. Jazz fez a falta rápida e Lebron acertou apenas 1 FT. 110-105. Jazz define rápido, recebe a falta, converte os FT e pára o jogo novamente colocando Lebron de novo na linha dos lances-livres, a 25s do fim. Lebron acerta apenas 1 novamente e burks em seguida faz bela jogada em cima de Dellavedova para deixar o jogo novamente em 2pts. 111-109. Foi quando James achou Tristan Thompson no ataque para uma falta e cesta, que rendeu uma jogada de três pontos para sacramentar a vitória. Claro que Jazz ainda assustou acertando bola de três pontos, mas Cavs passou a colocar a bola na mão de Mo Williams, que acertou 4 lances-livres e deu a vitória ao time de Ohio.

  • Cleveland chegou a sete vitórias (todas em sequência) e apenas 1 derrota, garantindo a primeira colocação do Leste.
  • Lebron anotou 31 pontos no jogo, sendo 17 no 4Q com 11 acertos em 19 arremessos tentados. Excepcional o período final dele, que faz muitos torcedores pedirem a mesma intensidade durante todo jogo.
  • Love anotou 22 pontos, e continuou arremessando mais bolas de 3-pts do que bolas de 2-pts. O double-double fugiu porque Love conseguiu somente 8 rebotes. Esse foi um dos poucos jogos em que os Cavs perdeu a batalha dos rebotes ( 35×37).
  • Love deu um susto na torcida quando foi para uma bandeja sozinho e errou caindo com a mão na perna. Vamos torcer para não descobrirem nada de errado com ele.
  • O destaque positivo e mais constante do jogo foi Mo Williams. Com 29 pontos, 6 rebotes e 6 assistências, Mo foi fenomenal no aproveitamento (8 de 9), com direito a 4-4 na linha dos 3-pts.
  • Apenas esses 3 jogadores superaram a casa dos dois dígitos na pontuação. Foi também o jogo que mais ficaram em quadra, sendo que Love jogou por praticamente 40 minutos e James por quase 38 minutos.
  • Esses muitos minutos são fruto da preocupação de Blatt em vencer os jogos. À medida que os jogos ficam mais complicados, a rotação diminui, estando limitada a 8 jogadores praticamente, já que Varejão tem jogado muito pouco. Em breve faremos um Post pra falar dessa decisão de Blatt.
  • Lebron James e Mo Williams foram responsáveis por 10, dos 17 turnovers da equipe. Mozgov não fez uma cesta de quadra no jogo.
  • Defesa dos Cavs levou 66 pontos na segunda metade do jogo. Preciso nem dizer que foi ruim, certo?

Cleveland volta a jogar na sexta-feira, quando vai ao templo do basquete em NY, enfrentar o time dos Knicks.